5 livros para ler neste verão (que o farão esquecer do calor)

hat-1702617Baseado no fato de que o Brasil literalmente nos deixa com formigas dentro das calças por causa deste calor e assim não conseguimos parar por um único minuto para ler, trago 5 livros que os ajudarão a esquecer que, como diria nosso conhecido Bola de Fogo, o calor está de matar.

As dicas de hoje são de livros curtos, mas a emoção não: apesar da brevidade de cada um deles são todos livros com muita ação, divertidos, emocionantes e, antes de tudo, grandes aliados para fazê-los esquecer do sol horrendo que está lá fora.

Preparem o protetor, vistam o chapéu e deitem na rede porque as dicas vão começar!

A viagem do elefante – José Saramago9789722120173

Com sua finíssima ironia e muito humor, sua prosa que destila poesia, Saramago reconstrói essa epopéia de fundo histórico e dela se vale para fazer considerações sobre a natureza humana e, também, elefantina. Impelido a cruzar meia Europa por conta dos caprichos de um rei e de um arquiduque, Salomão não decepcionou as cabeças coroadas. Prova de que, remata o autor, sempre se chega aonde se tem de chegar.

cidades-serra-capa2A cidade e as serras- Eça de Queirós

Último livro de Eça de Queirós, A Cidade e as Serras foi publicado em 1901, um ano após a morte do autor português. A obra não estava inteiramente acabada. Faltava a meticulosa revisão que Eça dedicava a seus romances antes de publicá-los. Ainda assim, é considerado um dos mais importantes livros do escritor, concentrando as principais características do período de sua maturidade artística.

11246_ggO cantor de tango – Tomás Eloy Martínez

Neste romance extremamente perturbador e engenhoso, um dos maiores escritores contemporâneos de língua espanhola desenha uma Buenos Aires apaixonante e labiríntica, onde vive um cantor misterioso, melhor ainda que Gardel, capaz de reviver o espírito mais puro do tango e da cidade que o concebeu.

as_uvas_e_o_vento_1335620044pAs uvas e o vento – Pablo Neruda

As uvas e o vento é o livro de poesia mais otimista de Pablo Neruda. Quando de seu surgimento, em 1954, a obra levantou uma polêmica não apenas poética, mas política: nela, o autor, um militante comunista, presta uma homenagem ao socialismo e ao tenso momento histórico do pós-guerra, pintando com sensibilidade e sonoridade painéis sobre homens, cidades e paisagens da Europa e da Ásia. Neruda canta o futuro do mundo novo surgido da Segunda Guerra Mundial, que cura suas feridas e reconstrói suas sociedades. Neste livro, o mais célebre e lido poeta do século XX – mensageiro de um profundo senso de irmandade entre os homens – faz, à sua maneira, um testemunho sobre a sua geração e dá boas vindas à alegria de viver.

foto

A espiã – Louise Fitzhugh

Decidida a se tornar uma escritora famosa e grande espiã internacional quando for adulta, a pequena Harriet, de onze anos, espiona a vida de todo o mundo, e tudo o que vê ela anota no seu secretíssimo caderninho.

Um belo dia, porém, sua vida vira de ponta-cabeça. Seu caderninho é confiscado, os colegas a põem no gelo e a pessoa de quem ela mais gosta vai embora para sempre. E agora, como será que Harriet, a Espiã, enfrentará essa crise?

Estas e muitas outras obras podem ser encontradas no acervo da BCo – UFSCar para retirada.

Publicado por Ronald Moura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s