Dicionário das Famílias Brasileiras – Carlos Eduardo de Almeida Barata e Antônio Henrique da Cunha Bueno

capa

Você conhece a origem do seu sobrenome? Sabe se ele tem raízes árabes, judaicas ou europeias? Sabe em qual região seus antepassados começaram a construir sua família no Brasil?

Se a resposta para essa e outras perguntas é não, neste dicionário você provavelmente vai conseguir respondê-las e encontrar a origem de seus ancestrais.

Em um país relativamente novo como o Brasil e com uma mistura de povos de diversas regiões, o desafio de reunir tantas famílias diferentes e buscar suas origens é bem complexo, porém, um grande número das famílias brasileiras conseguiu ser catalogada, separadas em volumes que têm um total de 2544 páginas impressas!

São quase 18 mil famílias catalogadas com um objetivo: o de reconstruir e deixar registrado as árvores genealógicas dos brasileiros, cuja identidade é construída por vários povos, credos e raças.

Saboreie alguns sobrenomes:

“Adieco – Sobrenome de uma família originária da Itália, recentemente emigrada para o Brasil, estabelecida em 1919, no Rio Grande do Sul.” (p.43)

“Azuley – Sobrenome de origem judaica. Variação de Azulay (v.s.). Entre outros, registra-se a família de Aron Azuley, marroquino, casado, estabelecido em Belém, Pará, antes de 1874. Israelita, naturalizado brasileiro em 1877 (Wolff, Dic. II, 26).” (p.329)

Ouça aqui: Dicionário das famílias brasileiras

Anúncios