A Bela e a Fera, Gabrielle-Suzanne Barbot

250px-anne_anderson05A Bela e a Fera é um tradicional conto francês que foi escrito originalmente por Gabrielle-Suzanne Barbot, em 1740. A história teve diversas adaptações, apresentando diversas versões que se diferem do conto original, se adequando a cultura e ao momento histórico.

O conto “A Bela e a Fera” relata a história da filha mais nova de um rico mercador, que tinha três filhas, porém, enquanto as filhas mais velhas gostavam do luxo, de festas e lindos vestidos, a mais nova, que todos chamavam Bela, era humilde, gentil, e generosa, gostava de leitura e tratava bem as pessoas.

Um dia, o pai das meninas recebe uma notícia de que há bons negócios na cidade, e então ele decide ir até lá para conseguir melhorar a situação da família, pois o mercador perdeu toda sua fortuna. Bela aceitou a situação com dignidade, mas suas irmãs, acostumadas com o luxo, não se conformavam e descontavam todas as suas frustrações na pobre Bela. Aproveitando que o pai iria até à cidade, as filhas gananciosas encomendaram vestidos e futilidades, enquanto Bela, sempre preocupada com seu pai, pede somente a ele uma rosa.

No caminho, quando voltava para casa, o mercador se depara com uma terrível tempestade, e se abriga em um castelo que encontrou no meio da floresta. No castelo encontrou alimentos que pode suprir suas necessidades e conseguiu dormir confortavelmente. Amanhecendo, ele vê um jardim enorme, cheio de rosas, e lembrou-se do pedido de Bela. Quando foi pegar a rosa, o mercador foi surpreendido por uma Fera, que lhe impôs uma condição para viver: deveria trazer uma de suas filhas para se oferecer em seu lugar.

Ao chegar na sua casa, o pai das meninas conta a elas o que havia acontecido, e Bela, desesperada com a situação, decide se entregar no lugar dele. Bela chega ao temível castelo já imaginando que seria devorada pela Fera. Mas, ao invés disso, a Fera foi se mostrando aos poucos como um ser sensível e amável, fazendo todas as suas vontades e tratando-a como uma princesa.

Bela, com o passar do tempo, percebeu que a amava, que não podia mais viver sem ela, e aceitou o pedido de casamento que a Fera havia feito. Mal pronunciou essas palavras, a Fera se transformou em um lindo príncipe, pois o amor de Bela colocara fim ao encanto que o condenará a viver sob a forma de uma fera até que uma donzela aceitasse se casar com ele.

Versão Disney: Um príncipe é castigado por sua arrogância, e acaba transformado em uma Fera. O feitiço só terminaria quando ele amar alguém, e for amado também. Dez anos depois, ele ainda não conseguiu essa façanha. Até descobrir Bela, uma garota culta que se torna a prisioneira em seu castelo. Bela o recusa no início, mas acaba se apaixonando. O feitiço se desfaz e os dois ficam juntos.