O Teorema Katherine – John Green

Processed with VSCO with m5 presetApós seu mais recente e traumático fora – o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine – Colin Singleton resolve sair de seu antigo mundinho. Dirigindo o Rabecão de Satã (apelido de seu carro), com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo do lado, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível prever, através da linguagem da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.

Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.

Este é um bom livro para quem adora romance, mistério e, também, que o tempo passe num piscar de olhos.

Este e outros livros de John Green você pode encontrar na BCo – UFSCar para retirada.

Publicado por Ronald Moura.

Anúncios

A Culpa é das Estrelas – John Green

a-culpa-c389-das-estrelasA culpa é das estrelas, escrito por John Green, conta a história de Hazel Grace, uma adolescente de 16 anos que, desde os 13, descobriu um câncer de tireoide que mudou sua vida. Sua mãe, querendo ajudá-la, impulsiona a frequentar um grupo de apoio a adolescentes com câncer, mas Hazel se mantêm alheia as pessoas. Na sua concepção, ela não vê motivos para fazer novas amizades, pois quer diminuir ao máximo o número de pessoas que possam sofrer quando ela partir. Apesar da doença, Hazel não se faz de vitima e tenta sempre manter o bom humor, preferindo a companhia de livros, filmes e da família.

Porém, tudo muda quando ela conhece Augustus Waters, um jovem de 17 anos, ex-jogador de basquete que teve uma das pernas amputadas por causa do osteosarcoma. Augustus acredita acima de tudo na vida. Bem humorado, ele não deixa que ninguém o julgue ou sinta pena dele pelo que aconteceu; é o ponto de apoio dos amigos e está sempre disposto a melhorar o dia dos outros.

Hazel e Augustus acabam se apaixonando e, tentam tirar o máximo de cada dia que passam juntos, afinal, eles podem ser escassos. Os dois superam os seus limites físicos, passam a viver intensamente esse amor sem pensar no amanhã. É uma história linda de amor e de superação.

Cidades de Papel – John Green

Daniel PereiraA história escrita por John Green é sobre Quentin, um garoto que é totalmente habituado a uma rotina certinha, planejada. Desde pequeno, é apaixonado por sua vizinha, Margot. Eles se conhecem desde os dois anos de idade e sempre foram amigos durante a infância.

Com o passar do tempo, cada um segue seu caminho e, a amizade que antes existia, agora, está somente na memória. Porém, ambos não se esquecem do dia em que encontraram o corpo de um homem que pretensamente havia se suicidado.

Anos depois, em uma noite, Margo aparece na janela de Quentin, do nada, o convidando para uma aventura, e ele aceita. Na verdade, trata-se de um projeto de retaliação contra o namorado e as amigas mais próximas. Os dois invadem o Sea World, deixam três bacalhaus de presente para alguns amigos de Margo, visitam o SunTrust e depilam a sobrancelha de Chuck. No SunTrust, os dois conseguem enxergar quase toda a cidade de papel que é Orlando. Quando chega em casa, Quentin percebe que aquela foi a melhor noite de sua vida.

Porém, depois da aventura dos dois, Margot desaparece misteriosamente. Quentin, então, se depara com alguns indícios significativos sobre o desaparecimento de Margot, e resolve iniciar uma investigação por conta própria para encontrar seu amor.

Quentin ou Q, como os amigos o chamam, é impulsionado a seguir uma trilha sinuosa em sua busca por Margo. E, para piorar, à medida que ele chega mais perto dela, mais longe fica da visão idealista que tinha de sua amada. Aos poucos o protagonista vai percebendo que não a conhecia tão bem.

A partir de então, o leitor é convidado a partilhar das angústias e incertezas de Q, uma vez que Margo dá um nó na vida e na cabeça dele. A trama traz muitas passagens engraçadas e, também, emocionantes. A narrativa nos leva a meditar sobre quem são, de verdade, aqueles que nos cercam e o quanto nós realmente sabemos sobre eles. E nos faz questionar até a nossa própria identidade.

 

Quem é você, Alasca? – John Green

alasca

EJ G796qa e.2 (Piso 2 – direita, bloco 2)

Quem é você, Alasca? É uma história escrita por John Green que conta sobre Miles, um garoto antissocial que nunca teve amigos, namorada, festas para ir com colegas, só vivia dentro de sua casa.

Miles adora ler biografias e tem um hobby interessante – ele coleciona últimas palavras. Ele decora as últimas palavras proferidas pelas personalidades biografadas antes de morrerem. Algumas são bem engraçadas, outras trazem uma reflexão interessante.

Uma das biografias que leu traz palavras intensas que fazem com que Miles deseje sair de sua zona de conforto. Ele está cansado de sua vida pacata e agora procura o seu “grande talvez”. Em busca de viver novas experiências, o garoto decide ir atrás deste grande talvez e cursar seu último ano escolar em um colégio interno, o mesmo que seu pai frequentou, para que então talvez ele consiga tudo o que mais deseja: diversão, garotas e amigos.

O passo dado por Miles, sua busca por um novo futuro, as dificuldades de aceitação enfrentadas por ele, e o sentimento de que essa é a sua última chance para ser jovem e feliz, são elementos comuns à realidade de todo adolescente que, assim como o protagonista dessa história, precisa definir seu lugar no mundo. Desta maneira, a vida nova que o garoto conquista é, pelo menos em um primeiro momento, encantadora. Ele participa de trotes escolares, faz amigos incomuns, tem suas noites regadas à bebedeira e cigarros, e conhece uma menina que muda toda a razão de sua existência, ou seja, tem seu coração abocanhado pela intensa e incompreensível Alasca.

Quem é você, Alasca?, é um livro que fala sobre sentimentos juvenis conflitantes e que mostra os medos que afligem esses jovens, relatando desde seus problemas sociais até mesmo a depressão e o vício que se esconde por trás de suas escolhas.

 

 

A Culpa é das Estrelas – John Green

a culpa

Localização na Estante: G 813/ G796c – PISO 2 (Direita – Bloco 1)

A Culpa é das Estrelas é o nome de um livro fictício do escritor norte-americano John Green.

O romance/drama é sobre a vida de dois adolescentes – Hazel Grace Lancaster e Augustus Water – que possuem câncer e se conhecem em um Grupo de Apoio. Apesar de os dois terem uma visão diferente sobre a doença que enfrentam, surge uma amizade entre eles, que no decorrer dos fatos vem a se transformar em uma forte relação amorosa.

À medida em que vão se aproximando, Hazel apresenta a Augustus seu livro preferido: Uma Aflição Imperial. O Augustus, ou Gus, é muito carinhoso e faz de tudo para que ele e sua amada vivam intensamente, desde a um simples piquenique a uma viagem a Amsterdã, para conhecerem o autor do livro preferido de Hazel.

A Culpa é das Estrelas também deu origem a um filme de mesmo nome, lançado em junho de 2014 sob a direção de Josh Boone. A personagem Hazel é interpretada pela atriz Shailene Woodley, e Augustus Water é vivido pelo ator Ansel Elgort. Confira o trailer.

Boa leitura, bom filme!  okay

+ John Green

john_green1 John Michael Green nascido em Indianápolis (EUA) em 24 de agosto de 1977, é um famoso autor de livros.

Semanas após seu nascimento, seus pais Mike e Sydney Green decidiram se mudar para Orlando, Flórida. John frequentou a Lake Highland Preparatory School, depois a  Indian Springs School e se formou em 2000 pelo Kenyon College.

Trabalhou como estagiário em um hospital pediátrico, e a experiência de conviver com crianças sofrendo de doenças com risco de vida o inspiraram para escrever alguns anos depois o livro A Culpa é das Estrelas.

Viveu por vários anos em Chicago, onde trabalhou para um jornal como assistente de publicação e editor de produção, enquanto escrevia o livro Quem é você, Alasca?.