O Homem No Teto – Julles Feiffer

o-homem-no-teto-jules-feiffer-14409-mlb3898356875_022013-fO homem no teto é livro escrito numa relação de igualdade com quem o lê. O livro capta as primeiras manifestações e os problemas que um garoto apaixonado por quadrinhos tem quando resolve entrar neste mundo tão fantástico.

E é muito mais do que um livro infantil: suas mensagens dão ao leitor novas perspectivas sobre questões difíceis da vida que transcendem qualquer público e idade. Cada página do livro tem a capacidade de nos trazer uma mensagem profunda e nos ajudar a resolver desde problemas corriqueiros até problemas existenciais.

É um livro recomendado para aqueles que em algum momento da vida já pensaram em desistir dos próprios sonhos por não acreditarem em si mesmos. Apesar de sua característica infantil, o livro tem a capacidade de transformar e dar força a quem o lê para batalhar e acreditar que todos os sonhos que temos nos foram dados porque somos capazes de conquistá-los.

Esta e outras obras do autor podem ser encontradas na BCo – UFSCar para retirada.

Publicado por Ronald Moura.

Anúncios

O Teorema Katherine – John Green

Processed with VSCO with m5 presetApós seu mais recente e traumático fora – o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine – Colin Singleton resolve sair de seu antigo mundinho. Dirigindo o Rabecão de Satã (apelido de seu carro), com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo do lado, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível prever, através da linguagem da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.

Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.

Este é um bom livro para quem adora romance, mistério e, também, que o tempo passe num piscar de olhos.

Este e outros livros de John Green você pode encontrar na BCo – UFSCar para retirada.

Publicado por Ronald Moura.

Melancia -Marian Keyes

livro_melancia_mariankeyesMarian Keyes, no livro Melancia, conta a história de Claire, uma mulher que foi abandonada pelo marido  logo após dar a luz a uma linda garotinha, o motivo? Seu marido manteve um caso por seis meses com uma vizinha também casada. Totalmente frustrada, com apenas 29 anos e em sua visão, com a forma física de melancia (por isso o titulo do livro), Claire decide voltar para casa de seus pais, que assim como ela, também estão cheio de problemas.
A mãe detesta cozinhar e é viciada em novelas, o pai esta a beira de um colapso e as irmãs são duas figuras. Uma  é conquistadora, que fica com todos os garotos, e a outra ligada em ocultismo, é extremamente simpática e desligada.
É nesse ambiente que Claire entra em depressão, tem uma fase de muita bebedeira, se questiona por várias vezes se realmente será uma boa mãe para a filha recém- nascida, mas, apesar de tudo, tenta recomeçar a vida.
Claire, depois de algum tempo, se interessa por um moço chamado Adam. O problema é que Adam, por quem Claire se apaixonou, provavelmente é a primeira paixão real de sua irmã conquistadora. Isso a faz temer se envolver e afastar-se do possível homem que a ajudaria virar de vez a pagina de sua vida.
Fora isso, seu marido decide voltar e dizer que a culpa por ele ter procurado uma amante é inteiramente de Claire.
Marian Keyes é uma escritora esplendida, e a história nos mostra situações que, por muitas vezes, passamos em nosso cotidiano. Vale a pena a leitura.

Sushi – Marian Keyes

480250_259154174221018_601939225_nSushi, é um livro que conta a história de três mulheres que vivem em uma mesma cidade e que estão em busca da felicidade, sentimento esse que tem significados distintos para cada personagem. Com varias histórias paralelas, personalidades distintas, cada protagonista se destaca por suas características, e nos mostra, por meio de suas histórias, lições para as nossas vidas.

Lisa é uma workaholic, não tem palavra que a defina melhor, e como uma trabalhadora compulsiva que é, perdeu a melhor pessoa de sua vida – Oliver, seu (ex)marido – por trabalhar demais. Um dia, ao invés de ser promovida para uma famosa revista de New York, que era seu sonho, ela é mandada a Dublin – Irlanda – para começar a revista Garota do zero, e com isso, acaba surtando. Sempre maldosa, ela sai de Londres sem amigos e sem marido, se sentindo fracassada e infeliz. Com todo seu deslumbre e charme, descobre que a vida é muito mais do que poder e beleza. No decorrer do livro, muitas coisas acontecem em sua vida que a fazem refletir sobre sua carreira e vida pessoal.

Ashling é uma típica irlandesa, que acredita na sorte e é muito supersticiosa – que no transcorrer do livro você descobre que são mais do que simples superstições. Ela é o elo de todos os núcleos do livro, é o braço direito de Lisa dentro da edição da Garota, e tem como melhor amiga a Clodagh. Sua vida é cheia de confusão, tanto na vida amorosa quanto na familiar. A personagem dela traz uma mensagem importante, sobre uma doença que afeta muitas pessoas atualmente, sem que elas nem saibam que a tenham. Sua superação, depois de um momento difícil em sua vida, emociona a todos no final da história.

Clodagh tem uma vida tranquila. Um marido maravilhoso, dois filhos lindos, uma boa casa, e adivinha?! Ela se sentia infeliz com a vida que levava… Narcisista, egocêntrica, egoísta, ela só reconheceu a sorte que tinha, quando estava na pior. E a mensagem que ela deixa é: valorize aquilo que é seu!

A história das três se entrelaçam,  e a autora  aborda assuntos como a depressão e a insatisfação pessoal, a busca por uma pessoa, por um amor, reconciliação e traição, mostrando a evolução, “decadência” e estabilização de cada uma. E a mensagem passada é que, não importa como sua vida é, como foi, como está, não importa o que aconteceu no passado, não importa mudanças. Coisas boas acontecem e tudo no seu devido tempo. A vida continua.

 

A volta do gato preto – Erico Verissimo

91oklbyut2l-sl720Em 1943, desgostoso com a ditadura Vargas, Erico Verissimo decidiu aceitar o convite do Departamento de Estado dos Estados Unidos para dar um curso de literatura brasileira no país.

A volta do gato preto é o relato dos dois anos em que Erico morou entre San Francisco e Los Angeles, dando aulas e conferências em Berkeley e em outras universidades.
Na primeira visita aos Estados Unidos, em 1941, Erico cruzara o território de ponta a ponta em três meses e conhecera escritores e artistas como Alfred Hitchcock e Thomas Mann. As impressões dessa viagem estão em Gato preto em campo de neve. Nesta segunda ida ao país, o escritor tem um contato mais íntimo com o cotidiano dos americanos, que estavam em plena Guerra Mundial.
Erico pinta para os brasileiros sua impressão dos Estados Unidos assim como pintou o Brasil para os americanos em suas aulas e conferências. E inclui em seu relato também trivialidades familiares: as pequenas descobertas dos filhos no país; a decepção inicial da mulher, Mafalda, com um país que não correspondia ao dos filmes de Hollywood; a adaptação de todos à cultura norte-americana. Enquanto soldados lutavam nas frentes de batalha e aviões patrulhavam a costa do Pacífico, Erico falava em literatura, tentando explicar o Brasil e os brasileiros a jovens estudantes e a si mesmo.

O Código Da Vinci – Dan Brown

o_codigo_da_vinci_1244377694bO código Da Vinci, escrito por Dan Brown, relata a segunda aventura de Robert Langdon, um ex-professor de Harvard. Agora, viajando em Paris, ele recebe um pedido de ajuda: Jacques Saunière, curador do Museu do Louvre, foi encontrado morto, de uma maneira peculiar.

Quando vai à cena do crime, Sophie Neveu, criptógrafa da polícia, lhe adverte que é o principal suspeito do assassinato, e também lhe traz informações surpreendentes a respeito da cena do crime e da vítima.

A partir daí, eles enfrentam uma corrida contra o tempo para desvendar códigos em busca da verdade sobre um objeto que exerce um grande fascínio religioso há séculos, para assim poderem poderem provar também a inocência de Langdon. Mas existe um grande problema: eles precisam de ajuda, mas não existe pessoa confiável. 

Se depositarem sua confiança na pessoa errada, todo o esforço deles terá sido em vão. Ainda assim, decidem confiar, mas algo parece estar errado: existem coisas que não poderiam acontecer se não tiver havido uma grave traição.

É um livro do tipo que prende o leitor a cada página, com uma história que impressiona. As características do estilo de escrita de Dan Brown são marcantes: ele sempre dá um jeito de tocar em assuntos polêmicos e alfinetar grandes entidades (a Igreja Católica e a NASA estão na lista de vítimas do autor); ele termina os capítulos com um mistério enorme no ar, e no seguinte pula para uma cena que ocorre em um lugar longe de onde o capítulo anterior terminou, o que deixa a curiosidade do leitor inflamada; e ele pega coisas reais e as mistura com a ficção, adaptando sua história à realidade. 


A Cabana- William Young

a-cabana

 

O livro A Cabana conta a difícil história de Mackenzie Allen Phillips, que vivia amargurado depois do sequestro e da morte de sua filha mais nova, Melissa (Missy), de apenas seis anos. Apesar de nunca ter sido um beato, Mack, depois que perdeu sua filha, teve sua relação com o celestial deteriorada.

Em uma manhã de inverno gelado, Mack recebe um bilhete misterioso que supostamente havia sido escrito por Deus, onde ele o convidava para voltar à cena de homicídio de sua filha, uma cabana bem no meio de montanhas.

Voltando ao dia do desaparecimento de Melissa, tudo ocorreu quando Mackenzie resolveu passear nas férias com Josh, Kate e Missy. Eles seguem até uma reserva, quando a canoa em que Josh e Kate estavam vira e, Josh, fica preso no fundo dela. Mack tenta desesperadamente salvar os filhos, e acaba deixando Missy sozinha perto do trailer. Quando finalmente retorna, não encontra mais a garota e assim, começa a busca incansável pela menina. No entanto, a melhor pista que ele consegue é que uma criança, vestida de maneira semelhante à sua filha, foi levada por um homem desconhecido em um jipe verde.

Na cena do crime, as autoridades encontram um broche com detalhes específicos, cujo FBI percebe tempos depois, ser a assinatura de um matador de meninas que estava na região. Nada se sabia sobre ele. Em uma cabana próxima, eles descobrem o vestido de Melissa e uma poça de sangue.

Depois de finalmente chegar à cabana onde tudo aconteceu, Mack se encontra com a Santíssima Trindade, que foi personificada de uma maneira peculiar pelo autor da história, e começa então, uma aproximação com Deus. Aos poucos, ele passa a aceitar o ocorrido e aprende a lidar com a tragédia, que abalou toda a sua família. Durante o tempo em que ficou na cabana, ele teve muitas conversas e debates sobre religião, fé, e em especial, sobre a perda de sua filha.

Depois de aprender a perdoar, Deus o leva para um passeio, que seria o fim de toda a sua jornada. Ele mostra para Mack onde o corpo de sua filha estava e juntos, transportam-no de volta para a choupana. Ao chegarem lá, Jesus havia preparado um esquife de madeira, onde os restos de Melissa poderiam ser depositados, e ela, descansaria em paz.

Quando ele chega à sua cidade, acaba sofrendo um acidente de carro e é obrigado a ficar internado em um hospital, em estado grave. Para surpresa de todos os leitores e inclusive do protagonista, ele nunca realmente chegou a voltar para a cabana onde o crime aconteceu. Na verdade, durante seu trajeto um carro veio a colidir com seu jipe e ele então passou três longos dias em coma.

Após sua recuperação, ele cria coragem e segue em direção a cabana, onde jurou estar nos últimos dias. Seu objetivo é verificar a veracidade de tudo o que havia ‘sonhado’ e assim, conseguir resgatar o corpo de sua jovem filha. E para sua surpresa, encontra o corpo de Melissa. A polícia encontra no local do homicídio algumas pistas e finalmente consegue fazer a identificação do terrível Matador de Meninas e em seguida, efetuam a prisão dele.

No julgamento, o protagonista da história explicou de maneira surpreendente e comovente como encontrou o local em que sua filha estava.