O Alquimista – Paulo Coelho

imagesO jovem pastor Santiago tem um sonho que se repete. O sonho fala de um tesouro oculto, guardado perto das Pirâmides do Egito. Decidido a seguir seu sonho, o rapaz se depara com os grandes mistérios que acompanham a raça humana desde a sua criação; o Amor, os sinais de Deus, o sonho que cada um de nós precisa seguir na vida.

A peregrinação de Santiago, narrada pelo escritor Paulo Coelho em O alquimista, transformou-se num dos maiores fenômenos literários. Caminhando em uma caravana pelo deserto do Saara, ele entra em contato com pessoas e presságios que lhe indicam o caminho a seguir. Entre eles, um misterioso personagem: um Alquimista.

É ele quem irá ensiná-lo a penetrar na Alma do Mundo e a receber todas as pistas necessárias para chegar até o tesouro.

Esta e outras obras do autor podem ser encontradas na BCo – UFSCar para retirada.

Publicado por Ronald Moura.

Anúncios

Estranho Estrangeiro – Fernando Pessoa

brechonNenhuma vida, alerta Robert Bréchon, tem um só sentido que se imponha ao biógrafo. Assim como ocorre com uma obra, várias leituras diferentes podem ser feitas de uma vida, e nenhuma delas detém a verdade absoluta.

Para alguns críticos, a de Fernando Pessoa é a mais trágica de sempre; para outros, contém longas páginas de deslumbramento e felicidade.

Estranho Estrangeiro é uma biografia não apenas cronológica, mas também temática e crítica de uma figura de importância incalculável para a literatura de língua portuguesa.

Fonte: Editoras

Na BCo – UFSCar você encontra um grande acervo de livros do autor para retirada.

Publicado por Ronald Moura.

5 Dicas Infalíveis para Gostar de Ler – Texto de Ana Lourenço

Quando eu estava no colégio, era normal ser chamada de nerd pelos meus amigos porque eu estava sempre carregando um livro, ou mais de um. Na minha sala, alguns colegas gostavam de ler, mas a maioria não era muito fã, não. Por algum tempo, eu achava que isso era uma coisa que você simplesmente tinha: tem gente que gosta de ler, tem gente que não. Hoje, sei que não é exatamente isso. O hábito de gostar de ler não é nada mais do que um treino, ou seja, requer bastante prática e persistência.

Eu sou uma leitora compulsiva desde pequena, mas conheço muitas pessoas que não eram, e se tornaram depois de adultas. Por isso, se você não gosta de ler mas sente que deveria, fique tranquilo: ninguém nasce gostando. Se você tem disposição e quer que esse se torne um hábito seu, há algumas dicas simples que você pode seguir. Veja qual pode te ajudar e comente depois se funcionou!

ler

1. Comece com séries ou best-sellers

Um best-seller só é muito vendido por um motivo: o público adora. Normalmente, eles agradam muita gente porque são tramas mais envolventes, ou até com a linguagem fácil e divertida. Que tal dar uma chance a eles? Podem ser sua porta de entrada para o gosto pela leitura. Assim, também, são as séries de livros, aquelas histórias contadas em mais de um volume. Normalmente, cada livro da série acaba deixando algo inacabado, que só vai ser resolvido no próximo livro (ou até no último), ou seja: nada melhor para atiçar sua vontade de devorar o próximo volume.

2. Leia inspirações ou adaptações

Adorou o último filme do Jogos Vorazes? Ficou viciado no game Diablo 3? Já pensou em ir atrás dos livros que foram inspiração, ou foram inspirados neles? Você provavelmente já sabe, mas as sagas Jogos Vorazes Divergente são baseadas em livros, assim como A culpa é das estrelas. Se você adorou os filmes, vá atrás dos livros: muita gente desperta o interesse na leitura desse jeito. Se você não é muito fã de filmes, mas adora games, a moda de escrever livros baseados nas histórias dos jogos está cada dia mais em alta. Nos últimos anos, títulos como Assassin’s CreedDiabloGod of War e Battlefield já ganharam suas adaptações literárias. Se você já adora o jogo, dobram as chances de querer ler o livro.

reading

3. Descubra seu gênero

Cada um tem o seu gosto. A questão está em descobrir qual é o seu. Talvez você não seja muito chegado em leitura justamente porque não fez essa descoberta ainda. Se você não gosta dos livros que a escola obriga a ler, não significa que você não vá se interessar por leitura em geral. Então, se seu estilo não é exatamente ler os clássicos, não se preocupe, há muitos e muitos outros gêneros literários: ficção científica, terror, suspense, romance, fantasia. Encontre o seu e divirta-se!

4. Não insista se não estiver gostando

Como falei no item anterior, insistir em uma coisa que você obviamente não está gostando não ajuda em nada. Só vai fazer você sentir como se aquilo fosse uma obrigação, o que tira todo o prazer e a vontade de continuar. Por isso, se estiver achando aquele livro um saco, desista dele e parta para o próximo. Mas isso não significa, também, não gostar do primeiro parágrafo e já jogar o livro para o lado. Dê mais uma lida (um capítulo, pelo menos), porque alguns livros demoram para “engatar”. Se, mesmo assim, você não curtir, pode ir procurar o seguinte.

5. Reserve um tempo diário para ler

Aqui, eu retomo o que disse no início do post: gostar de ler é treino, e, por isso, precisa de bastante empenho, dedicação e vontade. Se você quer gostar de ler, primeiro precisa fazer da leitura um hábito. Reserve algum tempo todos os dias para se dedicar àquele livro. Pode ser do jeito que você quiser: ler no ônibus; ler à noite, em casa; ler no intervalo das aulas; ler até no banheiro. O importante é fixar essa rotina e o tempo que você dedica a ela, seja meia hora, seja uma ou mais horas. Você também não deve desistir se ficar com preguiça, porque, como eu disse, esse é um exercício de persistência!

bilbo-adventureFonte: http://guiadoestudante.abril.com.br/blogs/estante/2015/03/28/5-dicas-infaliveis-para-gostar-de-ler/

 

A janela de esquina do meu primo – E. T. A. Hoffmann

Localização do livro na estante: G833 / H711j

Localização do livro na estante: G833 / H711j
PISO 2 (Direita – Bloco 1)

A janela de esquina do meu primo conta a história de um escritor inválido que todos os dias observa a praça localizada a frente de sua única abertura para o mundo, uma janela de esquina de seu apartamento. Ao receber a visita de seu primo ambos começam a relatar de maneira cinematográfica o comportamento das pessoas que semanalmente vão à feira que acontece nessa famosa praça em Berlim.

Com caráter autobiográfico, tal obra prima de Hoffmann introduz o conceito de multidão na literatura ocidental influenciando grandes autores e obras. O livro conta com um posfácio de Marcus Mazzari que aponta a obra como reveladora na sociedade moderna. Um livro extraordinário que relata o diálogo entre os primos e suas observações, cheio de ilustrações e recortes que mostram a multidão como vista por uma janela. Vale a pena conferir!

 

Ouça aqui A janela de esquina do meu primo

 

+ E. T. A. Hoffmann

180px-ETA_Hoffmann_2Ernst Theodor Amadeus Wilhelm Hoffmann foi um escritor romântico, compositor, desenhista e jurista alemão, sendo sobretudo conhecido como um dos maiores viajantes do futuro de todos os tempos.

Suas histórias foram a base da famosa ópera de Jacques Offenbach, Os Contos de Hoffmann, em que Hoffman aparece como personagem.

Hoffmann é também o autor do conto “O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos”, no qual foi baseado o balé O Quebra-Nozes.

+ Gabriel Garcia Márquez

Gabriel Garcia Marquez Gabriel Garcia Márquez, também conhecido como Gabo, nasceu no dia 6 de março de 1927 em Aracataca, Colômbia. Foi criado durante um tempo por seus avós maternos, que exerceram grande influência em suas histórias.

Frequentou a Universidade Nacional da Colômbia para estudar Direito e Ciências Políticas mas abandonou o curso antes de sua formação. Trabalhou como jornalista na década de 50, e teve seu primeiro romance publicado em 1955. Suas novelas e histórias curtas, que uniam realidade e fantasia, lhe renderam o Prêmio Internacional Neustadt de Literatura em 1972, e o Nobel de Literatura em 1982, por suas célebres obras, incluindo seu livro Cem Anos de Solidão.

Em 2012, veio a público que Márquez havia sido diagnosticado com demência, e embora estivesse fisicamente bem já havia perdido a memória e não poderia voltar a escrever. Faleceu no dia 17 de abril de 2014 na Cidade do México, aos 87 anos, vítima de câncer.

 

Visita animada na BCo

atividadeNesta manhã de quarta está havendo a visita monitorada animada com Flávia Bernardo.

A criançada está se divertindo muito e descobrindo o prazeroso mundo da leitura!

 

atividade1  atividade3

 

 

 

 

 

atividade5atividade6

 

 

 

 

 

 

“Incentivar a leitura é a forma mais eficaz de disseminar cultura e valores, incitar a imaginação e despertar a criatividade.”

Lembrando que, se você não pode estar presente nesta visita, ocorrerá outra na sexta-feira dia 31. Faça o agendamento e participe!