Toda Mafalda – Quino

Imagem

Localização na estante: EJ Q7tm – Piso 2 (Direita – Bloco 2)

O livro traz a obra mais conhecida do escritor argentino Quino: Mafalda. Nele, o leitor encontrará desde a primeira até a última tira produzida de Mafalda.

Mafalda nasceu em 1964, quando Quino, já era um desenhista e humorista de intensa atividade profissional. Muitos conhecem a personagem, mas poucos sabem que a menina questionadora e espevitada surgiu de uma proposta de campanha de publicidade para uma marca de eletrodomésticos, que inclusive foi rejeitada. Deveria haver nessa campanha uma família composta por crianças e adultos, sendo que o nome de um deles deveria começar com as letras M e A, aludindo à marca. Daí veio o nome Mafalda.

Poucos anos depois, as tiras de Mafalda começaram a ser publicadas e o sucesso veio em proporção à sua qualidade. O início dos anos 1970 presenciou um boom das histórias da menina, deixando adultos interrogativos e crianças fascinadas por suas ideias e postura.

Mafalda atingiu vários países da Europa, Ásia e do continente americano, até que em 1973 Quino suspendeu a produção de tirinhas da garota, só voltando anos depois para ilustrar a “Declaração dos Direitos da Criança” da UNICEF.

Mafalda faz parte do rol de personagens símbolos da crítica política e social. Ela questiona fatos como a detenção de poder, o modismo e o conformismo – coisas que se mantêm atuais mesmo com o passar dos anos.

A garotinha contestadora, inteligente, que odiava sopa, ainda conquista o mundo inteiro, e esse ano ela está completando 50 anos de existência.

mafalda

 

Ouça aqui: Toda Mafalda

+ Quino

ImagemCaricaturista e ilustrador, Joaquín Salvador Lavado Tejón, conhecido como Quino, nasceu em 17 de julho de 1932 na Província de Mendoza, Argentina.

Recebeu o apelido Quino na infância, e logo começou a destacar-se com seus rabiscos. Notando o talento do sobrinho para o desenho, um tio que era pintor, passou a incentivá-lo na área desde pequeno.

Em 1954, Quino instalou-se em Buenos Aires e saiu em busca de emprego nas redações de jornais e revistas. A revista Esto Es publicou sua primeira página de humor gráfico.

Casou-se com Alicia Colombo, em 1960, mas não tiveram filhos. Sua lua de mel aconteceu no Rio de Janeiro, onde também passou a ter contato com os cartunistas brasileiros Ziraldo e Millôr Fernandes.

Seu primeiro livro de humor foi lançado em 1963, e chamado de “Mundo Quino”. Porém, sua personagem mais famosa veio no ano seguinte: Mafalda.  Editada em tiras nos jornais, Mafalda questionava todos os problemas políticos, de gênero, e até científicos que afligiam sua alma infantil e, ao mesmo tempo, refletia o conflito que as pessoas da época enfrentavam.

Em 1973, Quino anunciou que não iria mais produzir as tiras de Mafalda. Mudou-se para Milão e continuou fazendo cartuns de humor.

Em 2011, a TAL – Televisíon América Latina – produziu um documentário sobre a história de Quino e Mafalda.

Atualmente, o “pai” de Mafalda, mora parte do ano em Buenos Aires e o restante em Madri.